Imunidade baixa

Imunidade baixa: como melhorar com aromaterapia

Imunidade baixa

Como melhorar sua imunidade com os óleos essenciais, em tempos de pandemia? Se você não conhece o poder dos óleos essenciais, hoje, nós vamos te dar três motivos principais pelos quais você deve usar a aromaterapia para melhorar a imunidade.

Por que os óleos essenciais atuam no sistema imunológico?

Essa é uma pergunta que, se bem respondida, pode explicar muitas das atuações terapêuticas dos óleos essenciais.

Os óleos essenciais surgiram, evolutivamente, como parte do sistema imunológico das plantas. Há mais de 300 milhões de anos, com o surgimento das coníferas, as primeiras plantas terrestres, os óleos essenciais também surgiram, ajudando elas a sobreviver naquele novo meio que elas não estavam tão acostumadas assim.

Um fato muito interessante, é que quando surgiram as angiospermas, que são as plantas com flores, nesse mesmo período surgiram os mamíferos.

Então, o próprio óleo essencial das angiospermas também influenciou o desenvolvimento do sistema imunológico dos mamíferos.

Pesquisas científicas sobre óleos e imunidade

As pesquisas demonstram, de forma inequívoca, que os óleos essenciais atuam beneficamente no sistema imunológico humano. Existem pesquisas que demonstraram, por exemplo, que após uma ferida ser realizada na pele, o simples fato de você pingar o óleo essencial de olíbano, fez com que ali na ferida houvesse uma concentração maior de células do sistema imunológico.

Uma outra pesquisa, demonstrou que, por exemplo, o óleo essencial de lavanda favoreceu determinadas populações de bactérias na microbiota intestinal, em detrimento de outras. Ou seja, ao contrário de antibiótico, que não apenas acaba com as bactérias negativas, mas também com as bactérias positivas, o óleo essencial de lavanda foi capaz de selecionar de forma inteligente e fazer com que a população de bactérias positivas crescesse.

Os principais motivos para usar o óleos essenciais para a imunidade

O primeiro motivo é que os óleos essenciais estão entre as substâncias mais antioxidantes que existem na natureza. Os óleos essenciais conseguem, em poucas gotas, fornecer a quantidade de antioxidantes que você precisa para o dia inteiro.

Para você ter uma ideia, apenas 5 gotas do óleo essencial de cravo te dá o equivalente a uma tigela de 500 ml de açaí, que é uma fruta riquíssima em substâncias antioxidantes.

Então, quando os óleos essenciais entram no seu corpo, principalmente através da inalação, ingestão e o uso através da pele (com concentrações um pouco mais altas), eles conseguem promover uma limpeza dos radicais livres, que têm o potencial de causar várias doenças. Quando dizemos várias, são várias das doenças mais sérias que existem, como câncer e diabetes, por exemplo.

O segundo motivo é que os óleos essenciais são extremamente anti inflamatórios. Por isso, eles são imunomoduladores.

Quando você tem uma inflamação no seu corpo, devido à uma infecção ou à uma desordem metabólica, o seu corpo fica totalmente desorganizado. E os óleos essenciais conseguem, através de vários mecanismos anti inflamatórios, equilibrar essa resposta imunológica a qualquer mal que esteja acometendo o corpo.

Então, além da ação antioxidante, os óleos essenciais são extremamente anti inflamatórios, e esse é um dos principais motivos pelos quais eles participam tão bem da resposta imunológica do corpo.

E o terceiro motivo e último, é que os óleos essenciais são extremamente microbicidas. Isso significa que se tiver com qualquer infecção, seja ela bacteriana, fúngica, ou viral, os óleos essenciais têm uma grande chance acabarem e controlarem essa infecção, mesmo que ela esteja apenas começando, ou mesmo que seja uma infecção crônica.

Por isso, quando o seu corpo está cheio de óleos essenciais, ele tem uma resposta antioxidante melhor para os lixos metabólicos, ele tem uma resposta imunológica melhor, através do sistema inflamatório, e uma melhora também nas infecções causadas por bactérias, fungos e vírus. Isso faz com que o corpo e o sistema imunológico fiquem menos sobrecarregados.

Bom, gostaram do artigo? Então deixa seu like aqui embaixo, deixa seu comentário e, se você é novo aqui no blog, se inscreva para não perder os novos conteúdos.

Precisa de Ajuda? Clique Aqui!
Rolar para cima