Kit Menopausa - 3 Óleos Essênciais Phytoterápica

R$130.00 Em até 12x de R$10.83 sem juros

R$117.00 no boleto

Disponibilidade: Em estoque

Calcule o prazo e valor do frete deste produto

REF kitmenopausaphyto Categorias ,

Confira as composições do kit:

 

Óleo Essencial Lavanda

A palavra Lavanda vem do latim lavare, “lavar”. Foi um dos aromáticos preferidos dos romanos por causa de suas atividades balneárias. Eles devem ter introduzido a planta na Inglaterra, e desde então ela tem sido a grande favorita das mulheres. A lavanda é cultivada em muitos países europeus, mas o principal produtor é a França. O odor limpo e fresco da Lavanda não precisa de descrição, tampouco sua planta. A essência é muito usada em perfumaria, especialmente em águas de toalete, tendo ainda um odor extremamente popular. O óleo é límpido e tem um sabor amargo, mais ou menos suave. Ele combina bem com um grande número de essências, acrescentando uma leve suavidade floral a quase toda mistura. A lavanda costuma ser considerada como a essência mais útil e versátil para fins terapêuticos. Tem uma ação tônica e sedativa sobre o coração (histeria, tensão nervosa, palpitações) e diminui a pressão alta do sangue. Ela é um suave analgésico local e acalma a excitabilidade cérebro-espinhal; é famoso por suas propriedades neurossedativas e tem se mostrado valiosa em uma série de distúrbios nervosos e psicológicos, incluindo depressão, insônia, enxaqueca, histeria, tensão nervosa e paralisia. Como uma analgésica e sedativa, é muito boa para dor de cabeça. É um tônico cardíaco e acalma os nervos do coração. Ela é muito boa para exaustão nervosa. Embora não seja realmente anti-inflamatória, a Lavanda costuma ser útil em casos de inflamação, daí seu uso em queimaduras, dermatites, eczema, psoríase, conjuntivite, cistite, diarréia, laringite e semelhantes. Na maioria dessas condições, suas propriedades antissépticas também são valiosas. É boa para emissões catarrais (leucorréia, bronquite, etc) e é também um analgésico suave, acentuando, seu valor na maioria das condições acima. É boa em dificuldades e dores reumáticas e musculares, e é ingrediente eficaz de óleo de massagem, especialmente para atletas e esportistas. A lavanda é um bom antiespasmódico (asma, bronquite), carminativo e estomacal (cólica, náusea, vômito, flatulência, dispepsia), especialmente quando essas condições estão associadas com problemas nervosos e emocionais. Suas propriedades antissépticas são especialmente úteis no combate à halitose, sendo um excelente antisséptico da pele. Pode ser usada em qualquer estado da pele (dermatite, eczema, acne, psoríase, etc.), sendo também eficaz contra determinados parasitas da pele (piolho, sarna). Tem se mostrado um remédio eficaz para alguns casos de alopecia areata e pode ser usada para todos os tipos de calvície, especialmente quando associada com problemas nervosos. Pode ser usada beneficamente em qualquer tipo de pele (oleosa, seca, sensível, acnéica) embora pareça trabalhar melhor em combinação com outras essências. É um excelente citofilático (regeneração das células da pele), e assim pode ser considerado como um agente rejuvenescedor da pele. Essa qualidade também explica porque a lavanda é provavelmente a essência mais eficaz para queimaduras. É um desodorante agradável e eficiente. Como anti-séptico-antiflogístico-cicatrizante, a lavanda é um dos melhores óleos para se usar sobre feridas inflamadas e infectadas e sobre úlceras. O óleo de lavanda é um excelente remédio para insolação e, preparado como óleo de massagem, pode ajudar a evitar queimaduras. Contudo, não é um filtro solar ou protetor eficiente, e não é suficiente para banhos de luz solar muito intensa. A lavanda é boa para lesões ulcerosas da córnea. Ela produz hipotensão arterial e diminui a tensão sanguínea superficial. O vapor de óleo de lavanda destrói pneumococos e estreptococos hemolíticos no espaço de doze a vinte e quatro horas. Ele tem uma baixíssima toxicidade. É um remédio eficaz para crianças, especialmente tratando-se de cólicas, excitamento nervoso, irritabilidade, debilidade geral, afecções cutâneas e infecções em geral. A lavanda é particularmente útil para infecções do ouvido, nariz e garganta, sendo usada como alternativa da camomila em otites infantis. O óleo de lavanda é útil em diversos procedimentos durante o parto. Ele propicia um parto rápido sem aumentar a severidade das contrações. Ajuda a acalmar a mãe e, como água aromática, pode ser usado como compressa refrescante para a cabeça. Pode ser usado como óleo de massagem para a parte inferior das costas (o que também diminui as dores) e em compressa quente sobre o abdome. Como emenagoga, a lavanda é boa na escassez menstrual e pode ser usada contra as cólicas. É um excelente remédio para leucorréia, usado em duchas vaginais. Usado externamente, é um dos mais eficazes óleos para estimular a leucocitose. A lavanda deve ser considerada sempre que haja infecção, espasmo, inflamação ou distúrbio nervoso ou emocional. Os efeitos da lavanda são normalmente enfatizados pela mistura com outras essências. Quando usar a lavanda em situações inflamatórias, use apenas baixas concentrações (menos de 1%). Em altas concentrações, ela tem um efeito estimulante sobre a circulação. Quando usado para dores musculares, torceduras e entorses, dores reumáticas, etc., use de 2% a 4%. Quando usá-la em feridas inflamadas, úlceras e estados de pele ou inflamações similares pode ser melhor misturá-la com camomila. O banho de lavanda é refrescante, relaxante e, conforme o caso, quase sempre terapêutico. Aquece o coração, estabiliza as emoções e se constitui em um excelente banho para os que têm dificuldade para dormir. Precauções Não se conhece nenhuma contraindicação para uso externo. Entretanto, evite o uso interno em casos de hematúria (sangue na urina) e úlcera péptica.

 

Óleo Essencial Gerânio

Há diversos pelargônios aromáticos. Essa variedade atinge cerca de 60 cm de altura, tem folhas pontudas, cerradas e pequenas flores rosadas. Toda a planta é perfumada. É encontrada em terras inaproveitadas, em sebes, nas cercanias dos bosques. Era usado pelos antigos como remédio para feridas e tumores. A essência é transparente, ligeiramente verde e tem um aroma deliciosamente fresco. Ela produz um óleo para banhos refrescante e relaxante. Combina bem com óleos de rosa, cítricos e manjericão, mas é um dos poucos óleos que podem ser usados quase que em qualquer mistura. Em pequenas doses, junta-se a outros aromas e dá uma qualidade viva, refrescante, suave e ligeiramente floral ao conjunto. É um analgésico e sedativo suave e pode ser usado para nevralgias e sofrimentos mais de origem nervosa do que física. Como analgésico-cicatrizante-antisséptico, é excelente remédio para queimaduras e é famoso por sua eficácia sobre feridas e todo tipo de úlcera. O Gerânio reduz a inflamação em feridas e outras condições inflamatórias. Onde há resfriado, tem um suave efeito estimulante. Sua ação calmante é aplicada em glossite, oftalmia, estomatite e gastroenterite. A ação do Gerânio sobre o sistema nervoso é razoavelmente pronunciada. Ele é sedativo e estimulante como a bergamota, e é uma das essências empregadas com sucesso no tratamento dos estados de ansiedade. Como o manjericão e o alecrim, estimula o córtex adrenal, cujos hormônios são essencialmente de natureza balanceadora e reguladora. Incluem-se aqui os hormônios sexuais, e o Gerânio pode ser usado para balancear a hipossecreção andrógena ou estrógena, tal como frequentemente ocorre na menopausa. Como antisséptico, o Gerânio é de uso mediano, mas costuma ser eficaz nas infecções da garganta ou da boca, onde atua também como analgésico. Cicatriza e é adstringente como o cipreste, sendo muito bom para hemorragias internas e externas e para diarreia. Pode ser usado em outros fluxos, tais como leucorreia. Aplicado externamente, é usado em inchaços dos seios. É inseticida, devido ao seu conteúdo de terpeno, e é muito bom como um repelente de mosquitos. O Gerânio é um suave diurético, sendo usado internamente contra pedras do sistema renal. É também de valia na icterícia, e seu gosto amargo tem efeitos no intestino delgado. Pode ser eficaz contra cálculos biliares. Também tem sido usado no tratamento dos desarranjos do trato urinário e tuberculose. É uma essência útil em todo tipo de problema de pele, incluindo eczema seco, queimaduras, herpes-zóster, tinha e pediculose (piolhos). O Gerânio é também de grande valia no cuidado da pele, podendo ser usado em quase todo tipo de pele. É limpante, refrescante, adstringente e um tônico suave. Pode ser usado em peles inflamadas e é bom para os tipos preguiçosas, congestionadas e oleosas. Precauções Não existem contraindicações se for usado dentro das dosagens corretas. Em caso de superdosagem, pode causar dermatite vesicular. Em peles hipersensíveis, não deve ser utilizado puro. No caso da ingestão, não deve ser usado concomitante ao paracetamol para não fadigar a glutationa.

 

Óleo Essencial Ylang Ylang

Pequena árvore tropical, a Cananga odorata, árvore Ylang Ylang atinge uma altura de 18 metros, e tem belas flores amarelas. O nome significa “flor das flores” no dialeto filipino local. Existem variedades de flores róseas, malvas e amarelas, mas o óleo essencial de melhor qualidade é obtido das árvores de flor amarela. O melhor óleo de todos é aquele obtido a partir das flores colhidas no início do verão, às primeiras horas da manhã. O óleo contêm eugenol, geraniol, linalol, safrol, ilangol, terpenos, pineno, benzoato de benzila e uma combinação de ácido acético, benzóico, fórmico, salício e valérico. A cor do óleo vai do quase incolor ao amarelo-claro, e seu aroma é extremamente forte e doce. Algumas pessoas consideram-no enjoativo, e utilizam-no muitas vezes misturado a outros óleos, como o de limão ou bergamota, que irão suavizar sua doçura. Talvez a propriedade física mais importante do Ylang Ylang seja sua capacidade de diminuir o ritmo respiratório excessivamente intenso (hiperpnéia) e o ritmo cardíaco excessivamente rápido (taquicardia). Tais sintomas podem manifestar-se quando alguém passa por um choque, está assustado ou ansioso e, por vezes, quando extremamente irado,circunstâncias em que o uso imediato do óleo de Ylang Ylang pode ser muito útil. Ainda assim, o óleo pode ser muito benéfico quando usado como coadjuvante de qualquer tratamento. O óleo de Ylang Ylang é um daqueles que ajudam a reduzir a hipertensão arterial que muitas vezes está associada à hiperpnéia e à taquicardia. É muito usado na fabricação de perfumes e cosméticos, sendo adequado tanto para peles secas como oleosas, por sua ação reguladora da secreção de sebo. Seu perfume adocicado torna-o comercialmente popular para esses fins, pois seu custo é bastante inferior ao de outros óleos florais “fortes”, como os de Jasmim e Rosa. Considera-se que exerce um efeito tônico sobre o couro cabeludo, e no século XIX era usado como ingrediente de um preparado capilar conhecido como “óleo de macacar”, um produto tão popular que as donas de casa vitorianas tinham de proteger os espaldares das cadeiras das manchas oleosas – donde o termo “antimacáçares”. Se alguém quisesse experimentá-lo como preparado capilar, uma solução alcoólica teria menos probabilidade de danificar a mobília. A exemplo dos óleos de jasmim, rosa e sândalo, o óleo de Ylang Ylang é antidepressivo, afrodisíaco e sedativo, podendo ser usado para ajudar pessoas que passam por dificuldades sexuais, uma vez que estas quase sempre decorrem de estresse e ansiedade. O efeito calmante e relaxante do óleo de Ylang Ylang pode ser responsável por sua fama de afrodisíaco, uma vez que esse tipo de substância pode ser usada, com prudência para quebrar o vicioso da ansiedade acerca do desajuste sexual, que acaba por gerar verdadeiramente tal desajuste, que por sua vez leva a mais ansiedade ainda. Normalmente, o óleo parece melhor quando empregado em conjunto com outros, não apenas com a finalidade de amenizar o perfume. O óleo de Ylang Ylang requer cuidados, pois as concentrações muito altas ou o uso prolongado podem dar origem a náuseas e/ou dores de cabeça. O Ylang Ylang é um dos óleos mais agradáveis, e pode prontamente ser usado como perfume de longa duração e óleo de banho exótico. Seu efeito sobre o sistema nervoso é eufórico, sedativo, hipotensor, sendo indicado em estados de ansiedade, tensão e pressão alta. É um ótimo afrodisíaco, e pode ser aplicado em casos de impotência ou frigidez. Além de reduzir a pressão alta, alivia a taquicardia (batimento cardíaco muito rápido) e a hiperpnéia (respiração anormalmente acelerada). Como antisséptico geral, seu valor é moderado, mas é bastante útil em infecções intestinais. Tem um efeito suavizante sobre a pele, e é muito usado em óleos de massagem facial devido ao seu aroma. Tem a reputação de ser bom para peles oleosas. Não use ylang-ylang em concentração; seu odor é forte e doce, e em demasia causa dor de cabeça ou náusea. Precauções O uso puro na pele pode causar dermatite de contato em peles hipersensíveis. Não é considerado tóxico. O uso excessivo pode causar náuseas e dor de cabeça.

Peso 0.250 kg
Dimensões 10 × 5 × 5 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Kit Menopausa – 3 Óleos Essênciais Phytoterápica”
Precisa de Ajuda? Clique Aqui!
Rolar para cima