Mito ou verdade: Óleos essenciais causam ginecomastia?

Junto com o crescimento e a extensão da prática de aromaterapia, além de questionamentos sobre os efeitos no organismo do ser humano.

Por isso, vamos analisar a veracidade de uma das informações que circulam na mídia hoje com vocês. Assim, evitamos que as pessoas acreditem em dados que não são verdadeiros, e que uma grande fonte de terapia natural, como é o óleo essencial, não seja comprometido em sua confiabilidade.

Há alguns anos, foi liberado um estudo científico falando que a lavanda (Lavandula angustifolia)e o tea tree (Melaleuca alternifolia)são capazes de capazes de causar ginecomastia. Esse questionamento sobre a segurança do uso dos óleos essenciais citados volta e meia aparece na mídia. Por isso, entendemos porque as pessoas têm dúvidas sobre esse assunto.

Mas será que isso é verdade?

Esse estudo foi publicado por Henley et al., pesquisadores americanos, em 2007. Ele foi publicado no New England Journal of Medicine. Só que ele tem uma série de falhas metodológicas.

O artigo sugere que o uso tópico de lavanda e tea tree, integrado na composição de alguns cosméticos, teria sido responsável pelo desenvolvimento de ginecomastia em 3 adolescentes no estado do Colorado, nos Estados Unidos.

O mito já foi desmentido por diversos estudos científicos e refutado por nomes importantes da aromaterapia, como Robert Tisserand, cientista aromatológico e autor de obras como “Essential oil safety: a guide for health care professionals”, e Salvatore Battaglia, autor de “The Complete Guide to Aromatherapy”, juntamente com a National Association For Holistic Aromatherapy (NAHA).

Erros da pesquisa

Eles falam que três adolescentes, que usavam produtos que tinham lavanda e tea tree, desenvolveram ginecomastia. Eles concluíram, por causa disso, que a lavanda e o tea tree foram os causadores da ginecomastia, que é o crescimento das mamas em meninos.

Mas isso não é verdadeiramente científico. Esse estudo foi altamente falacioso, mas o fato é que existem várias substâncias em cosméticos que podem causar desequilíbrio hormonal e levar, por exemplo, a uma ginecomastia.

No caso desse estudo, eles não falaram qual era o cosmético que os adolescentes  usavam, ele não falou a dosagem de lavanda e tea tree que existia nesse cosmético, ele não mencionou outros ingredientes que existiam nesses cosméticos e nem falou da vida em geral dessas pessoas, de aspectos genéticos e hereditários.

Então é um estudo extremamente mal feito, e o problema é que, como eles afirmam que a lavanda e o tea tree é que causaram a ginecomastia, para quem quer denegrir a aromaterapia é um prato cheio.

As pessoas começaram a espalhar isso, que lavanda e tea tree podem causar mamas em meninos, mas isso não é verdade. Porque se fosse, primeiramente os franceses já saberiam, pois eles usam lavanda extensivamente, há dois séculos (ou até mais). Então nós saberíamos da pesquisa prática que a lavanda é capaz de causar ginecomastia.

Como é por exemplo o fato dos cítricos causarem queimaduras na pele. Isso já era conhecido desde o século 18, porque as pessoas usavam óleo de bergamota e eram queimadas no sol.

Então já existia uma ciência nascente da aromaterapia desde aquela época, e as pessoas observavam os efeitos dos óleos essenciais.

Com o advento da cromatografia e da química dos óleos essenciais, a gente conseguiu rastrear a composição química deles, e hoje a gente sabe que a lavanda e o tea tree não têm o potencial estrogênico como esse estudo fala.

Então é mentira! É fake, não acreditem, lavanda e tea tree não são capazes de causar ginecomastia em meninos.

Gostou do texto? Então compartilha, e até o próximo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de Ajuda? Clique Aqui!
Rolar para cima